Fale Conosco: (21) 2298-2208 | Twitter da Fizzy Facebook da Fizzy Linkedin da Fizzy Google Plus da Fizzy Instagram da Fizzy Email de contato
Blog
24 jan 2013

Tendências de Marketing Digital para 2013

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

 
Para quem trabalha, estuda ou simplesmente se interessa por marketing digital, toda virada de ano rende reflexões e debates acerca do que vai mudar no ano que se inicia. Entre outros fatores, sobre os quais vamos falar nos tópicos abaixo – mobile, marketing de busca, engajamento, social e conteúdo –, a valorização do planejamento estratégico é cada vez mais importante.

Não é preciso conhecer apenas seu cliente e seu público-alvo (target). É preciso investigar o nicho no qual ele está inserido, sua concorrência e o comportamento do consumidor. É preciso estudar a forma mais eficiente de comunicar com diferentes perfis de pessoas, identificar onde essas pessoas estão na internet – que redes sociais usam, que veículos leem – e como elas buscam pelo que sua marca oferece. Ou seja, tenha total controle de suas ações e analise as métricas de suas campanhas específicas.

Tendências de Marketing Digital para 2013

A maior vantagem do digital em relação ao tradicional é a possibilidade de saber o caminho que seu target percorreu para ter seu objetivo atendido – seja ele uma compra, assinatura de newsletter ou pedido de orçamento. Interpretar dados analíticos com sabedoria, e ter a coragem de aplicar mudanças necessárias em um projeto em andamento, são qualidades que fazem a diferença em um bom profissional de marketing digital.
Boa leitura!

1. Mobile

Com o advento dos tablets e smartphones, a internet está cada vez mais móvel. E o consumo está caminhando para os dispositivos móveis também. De acordo com dados da pesquisa Mobile Mobes, dos brasileiros que usam internet em dispositivos móveis, 18% pesquisam por preços de produtos nos seus aparelhos. Ainda segundo o estudo, em 2015 mais de 100 milhões de pessoas vão acessar a internet em dispositivos mobile. Portanto, se você ainda não pensa em seus projetos para mobile, comece a fazer isso agora!

2. Marketing de Busca

De acordo com dados do Google, cerca de 30% dos internautas clicam nos links patrocinados (Adwords) ao fazer uma pesquisa na web search engine mais famosa do mundo. Os outros 70% dos internautas preferem clicar em resultados da busca natural (não paga). Só que há uma diferença importante na análise desses números, pois quando a pessoa está em “modo de compra”, a tendência natural é que ela clique nos resultados pagos.

Já para fortalecimento da marca, a busca natural é mais representativa, pois, mesmo que inconscientemente, o internauta sente que a busca não paga (natural) oferece os resultados dos sites que são referência no assunto abordado pela palavra-chave pesquisada. Muitas vezes o caminho percorrido para uma conversão em vendas, por exemplo, passa pela busca natural – conhecimento da marca – e termina nos links patrocinados – conversão. Então, por que não estar nos dois resultados? A probabilidade de sucesso é muito maior!

SEO x Adwords

SEO

O trabalho de SEO já foi muito propenso à manipulação – uso exagerado de tags, compra de links, link building artificial etc. Para oferecer os melhores resultados e, consequentemente, gerar uma melhor experiência de navegação ao internauta, o Google tem alterado seu algoritmo para privilegiar os resultados naturais. Ou seja, as técnicas de SEO estão caminhando cada vez mais para estes fatores:

  • Código limpo, taxonomia respeitando as diretrizes para webmasters do Google;
  • Usabilidade do site, fluência de arquitetura da informação e categorização hierárquica, aspectos que favoreçam a melhor navegação do internauta;
  • Integração com redes sociais, estímulo à interatividade, compartilhamento e participação;
  • Link building focado em assessoria de imprensa digital, para tornar o site referência em seu segmento de atuação.
  • Quer saber mais dicas específicas para SEO? Confira meu artigo 13 Dicas de SEO para 2013.

Links Patrocinados

A importância das landing pages (páginas de destino) é fundamental para um projeto de links patrocinados ter sucesso. Se você quer vender um produto específico em uma campanha no Google Adwords, não leve o internauta à home do seu site. O leve à página que fale exatamente do produto anunciado. Se você quer vender revista, não direcione seu target para uma página que fale de jornais, e sim de revistas. Valorize a aparência e a visibilidade dos botões de conversão, como “compre aqui”, “assine aqui” etc.

Estabeleça a conexão entre palavra-chave/anúncio/página de destino. Estas três etapas do processo têm que estar conectadas, têm que falar sobre o mesmo assunto. Se você fizer campanhas segmentadas, com a plena integração entre palavras-chave compradas e landing pages, passando pelos anúncios específicos, seu índice de qualidade vai ser alto e você pode aparecer melhor que seus concorrentes, mesmo dando um lance menor no leilão.

3. Engajamento nas mídias e redes sociais

De que adianta ter muitos fãs e seguidores se eles não se relacionam com sua marca? É preciso investir em ações que estimulem engajamento nas redes sociais, como promoções, enquetes, mensagens de estímulo à participação e compartilhamento. Valorize as pessoas que estão falando sobre sua FanPage, ou que estão interagindo com sua conta no Twitter. Responda a elas, demonstre atenção e, mais do que tudo, demonstre que seus fãs e seguidores são importantes.

Os usuários de redes sociais gostam de ser tratados de forma individual e autêntica. E, em vez de valorizar a quantidade, valorize a qualidade de seu público e a porcentagem de pessoas que falam sobre sua marca. Fazendo isso, o número de fãs e seguidores aumentará naturalmente. Para complementar as ações no Facebook, invista em anúncios e configure campanhas específicas para seu target, de acordo com seus gostos, interesses e geolocalização.

Engajamento nas redes sociais: FanPage do Camarote Folia Tropical

4. Social Commerce

O e-commerce em redes sociais ainda está engatinhando no Brasil, mas nos EUA e em países da Europa, como a Inglaterra, o Social Commerce tem conquistado números expressivos de vendas. Por isso é bom abrir o olho! Aplicativos como a LikeStore, disponível para Facebook, têm baixo custo (a criação da loja virtual é gratuita) e oferecem uma boa porta de entrada para pequenas empresas investirem em negócios digitais. Segundo uma pesquisa da Booz & Co, a previsão é de que em 2015 as receitas provenientes do e-commerce em redes sociais alcance 30 bilhões de dólares no mundo, sendo 14 bilhões movimentados apenas nos EUA.

5. Valorização do conteúdo

Cada vez mais o conteúdo é fundamental. Se você quer ser referência em determinado assunto, é preciso oferecer material de qualidade, informações ricas em conteúdo, não importa a plataforma: matérias em texto, vídeos, imagens ou infográficos. Valorize seu internauta, pois ele pode ser um cliente em potencial. Ofereça conhecimento, diversão, entretenimento, debate… Estimule novas ideias, novos caminhos e horizontes. E o faça com técnica. Cada mídia tem sua própria linguagem e é preciso aproveitá-la ao máximo. Se você quiser saber dicas específicas sobre produção de conteúdo para SEO, confira meu artigo Conteúdo de qualidade faz a diferença em projetos de SEO.

Essas são minhas observações e dicas das tendências de marketing digital para 2013. Comece a planejar seu futuro agora! Espero que tenha gostado da leitura. Se quiser tirar alguma dúvida, é só entrar em contato. Até a próxima!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
The following two tabs change content below.

Mattheus Rocha

Comunicólogo com habilitação em Jornalismo, atua na área de Marketing Digital desde 2006. Desenvolve estudos em Marketing de Busca e Social Media, com foco em resultados e conversões. É sócio fundador e diretor executivo da agência Fizzy Marketing Digital.

Latest posts by Mattheus Rocha (see all)

  • 24 jan, 2013
  • Mattheus Rocha
  • 0 Comentários
  • engajamento, Links Patrocinados, Marketing de Busca, Marketing Digital, mobile, Redes Sociais, SEO, Social Commerce,

Compartilhar

Categorias

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *