Logo das Olimpíadas de Londres de 2012 | Uso das redes sociais atrapalha transmissão dos Jogos Olímpicos

Uso das Redes Sociais atrapalha transmissão dos Jogos Olímpicos

 
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

 

Nos últimos anos o uso de smartphones aumentou, fazendo com que muitos internautas possam acessar a rede em tempo real, e de qualquer lugar, tornando os Jogos Olímpicos de Londres a primeira competição na era das mídias sociais. Os torcedores fazem sua própria cobertura dos jogos, compartilhando informações, fotos e vídeos nas redes sociais. Essa, entretanto, seria a razão dos problemas nas transmissões televisivas.

Londres enfrenta problemas com rede de transmissão

 

O problema técnico ocorre principalmente onde há grande concentração de pessoas que estão utilizando freneticamente as redes sociais. Um episódio em particular causou grandes transtornos para os telespectadores britânicos que sintonizaram a TV para acompanhar a prova de ciclismo, na qual tinham chances de medalhas e viram a trasmissão ser interrompida muitas vezes, sem nenhuma explicação. Após muitas reclamações no Twitter, um porta-voz do Comitê Olimpico se manifestou afirmando que o problema foi causado por sobrecarregamento da rede. Haviam muitos torcedores nas ruas e o volume de envio de mensagens foi maior do que a rede podia suportar.

Uso de mídias e redes sociais nas Olimpíadas de Londres

Que medidas tomar para as redes sociais poderem ser usadas sem problemas?

 

A aboradagem do Comitê foi pedir que os usuários diminuam o fluxo de utilização. “É claro que se você quiser enviar algo, não vamos dizer ‘não, você não pode’, e nunca proibiríamos o público”, disse o porta-voz. “É apenas que, se não for urgente, vá com calma”. E acrescentou: “Não queremos que as pessoas parem de interagir nas redes sociais, mas estamos pedindo que enviem mensagens por outros meios”.

Daqui a 4 anos, as Olimpíadas serão no Rio de Janeiro, e é bom que os organizadores pensem e planejem para que o mesmo não ocorra por aqui. As agências de marketing digital certamente estarão preparadas, pois as possibilidades de inserir campanhas nesse contexto é enorme. O governo é que deve garantir que o acesso às redes sociais não prejudicará a comunicação dos jogos e, pelo contrário, que os internautas sejam incentivados, pois assim a cobertura será mais dinâmica. Ainda mais porque até 2016 a tendência é que o número de usuários de mídias e redes sociais cresça ainda mais.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
The following two tabs change content below.

Andrielle Bressane

Jornalista com um quê de publicidade. Tem no marketing digital a possibilidade de trabalhar com geração de conteúdo para WEB. Atua também como supervisora de conteúdo na agência Fizzy Marketing Digital.

Latest posts by Andrielle Bressane (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *