Fale Conosco: (21) 2298-2208 | Twitter da Fizzy Facebook da Fizzy Linkedin da Fizzy Google Plus da Fizzy Instagram da Fizzy Email de contato
Blog
13 abr 2015

O que o Inbound Marketing pode fazer pelo seu negócio

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Se você pensa em alavancar vendas, divulgar produtos, promoções ou conteúdos, deve saber que as empresas líderes não abrem mão do marketing digital. Dentro das diversas possibilidades que esse ramo do marketing aplicado oferece, o de maior alcance é o Inbound Marketing – de bound, atar, amarrar – que é o marketing voltado tanto para a concretização de negócios como para disseminar conteúdos relevantes. Ou seja, trata-se não apenas de realizar vendas, mas sim de captar e fidelizar clientes.

Como forma de potencializar oportunidades de negócios, o Inbound Marketing tem como uma de suas principais técnicas a otimização de sites para melhor indexação pelo Google, na forma de busca orgânica, aquela que fazemos quando procuramos por alguma coisa na internet e cujo resultado é natural, ou seja, é independente dos links patrocinados.

O ranqueamento de páginas no Google, Bing e nos principais mecanismos de busca, por muito tempo, seguiu o princípio do link building. Isso quer dizer que a reputação e o posicionamento de um site eram construídos com base na quantidade de links em páginas externas que direcionam para sua home ou uma página dentro do seu site.

Com o tempo, o Google vem aprimorando seus algoritmos, o que quer dizer que não basta ter links distribuídos em quantidade, mas sobretudo em qualidade. Os critérios mudam constantemente por meio de updates em algoritmos como o Beija Flor – mais recente – Penguim, Panda e o antipirataria, que tira do topo dos resultados sites que distribuam conteúdo sem autorização.

Construir a reputação de um site envolve, então, uma série de requisitos que o qualificam perante os mecanismos de busca, influenciando diretamente no seu posicionamento na pesquisa orgânica. Assim, o link building passou a ser feito de um modo mais inteligente, como consequência de um trabalho bem feito de link marketing, e deixou de ser fator preponderante para indexação na busca orgânica. Pesam mais para um bom posicionamento a usabilidade do site, sua performance materializada em tempo de carregamento, design responsivo, conteúdo relevante e de qualidade, votos em redes sociais e outros.

Potencializando passagens pelo funil de conversão em marketing de conteúdo

O marketing na internet, ou marketing digital, tornou-se uma disciplina imprescindível para quem deseja divulgar negócios ou conteúdos na web. O link marketing é um dos principais recursos para alavancar sites de quaisquer segmentos, sejam de e-commerce, institucionais, portais de notícias ou blogs, e está inserido numa forma abrangente de criar leads.

Lead é o potencial cliente ou consumidor final, e é quem faz o primeiro contato com seu negócio, no processo chamado de funil de conversão. Quando seu conteúdo atrai um leitor, ele tende a consumir o que você vende ou divulga, podendo ser instantâneo ou não. O momento final do processo é quando o leitor captado por meio de um trabalho de link marketing finalmente conclui uma compra ou um cadastro. Ou seja, um contato pode ser um lead, que pode se tornar um cliente, como num afunilamento.

A passagem pelo funil de conversão não significa que o trabalho acabou. Um cliente ou leitor passa a ser divulgador do seu negócio ou conteúdo, portanto, deve ser constantemente abastecido com informações e estimulado a manter o relacionamento, num constante esforço de remarketing. Se na vida real existe o poderoso comentário negativo, que destrói a imagem tão trabalhosamente elaborada, imagine o efeito disso na internet. Por isso, um bom trabalho de Inbound Marketing visa a fidelização, tornando o cliente um evangelizador da marca.

Também conhecido como marketing de conteúdo, o Inbound Marketing não difere do marketing tradicional no que diz respeito ao objetivo imediato, que é gerar negócios. O avanço está em entender que fechar um negócio não é mais questão de empurrar para as pessoas algo que elas provavelmente não desejam naquele momento, mas sim em criar e desenvolver uma relação de ganhos recíprocos. Dessa forma, o cliente torna-se não apenas um comprador, mas um parceiro, pela percepção de estar consumindo algo que pode ser útil por períodos mais prolongados, ou mesmo por toda sua vida.

Estratégias jornalísticas na elaboração de conteúdos

No jornalismo tradicional, o conteúdo a respeito de um fato é estruturado em forma de pirâmide de informações, que consiste nas seis questões fundamentais a serem respondidas para o espectador/leitor/ouvinte: o que, como, quando, onde, por que e quem. Isso pode ser feito em diferentes formatos, como a notícia factual ou editoriais, por exemplo.

Essas técnicas, de certa forma, encontram paralelos no link marketing. Uma boa divulgação é feita utilizando diferentes formas de abordagem, como os reviews, releases, infográficos e guest posts e sempre dialogando com potenciais clientes ou mesmo os já consolidados. O resultado de um conjunto bem elaborado de link marketing torna o processo de captação de leads mais natural, fluido e refinado, sublimando o conceito de page rank, já obsoleto. Os links devem sobretudo direcionar a conteúdos úteis, que respondam dúvidas com clareza e que ajudem de alguma forma o internauta.

Se você quer alavancar seus negócios pela internet pela divulgação de conteúdos úteis e de relevância, o caminho para isso é o Inbound Marketing. Seus clientes com certeza vão se amarrar.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
The following two tabs change content below.

Julio Benck

Graduado em jornalismo, é um legítimo filho da PUC. Tenta jogar nas onze em Comunicação e se sente privilegiado por ter que saber de tudo um pouco.
  • 13 abr, 2015
  • Julio Benck
  • 0 Comentários

Compartilhar

Categorias

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *