Fale Conosco: (21)3613-8369 | Twitter da Fizzy Facebook da Fizzy Linkedin da Fizzy Google Plus da Fizzy Instagram da Fizzy Email de contato
Blog
22 jan 2013

Como aumentar seguidores e gerar engajamento nas Redes Sociais

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

 
Muito se fala sobre crescimento de contas e engajamento de seguidores nas redes sociais, mas como alcançar esses números? De acordo com a maioria dos especialistas em mídias sociais, é preciso utilizar as ferramentas corretas e os meios devidos. Sem contar que números são apenas dados se o internauta não interage, de fato, com o perfil de uma marca. É preciso que a relação seja mais orgânica, ao mesmo tempo em que gera conteúdo de qualidade. Quando há conteúdo e interação, o engajamento vem naturalmente.

A prioridade é definir o foco da conta empresarial. É preciso traçar um perfil e, a partir dele, identificar perfis similares e iniciar a interação. Não é um processo rápido e depende da recepção dos perfis similares, mas pode gerar bons resultados, criando algumas micro redes segmentadas por assuntos específicos. O que acarretaria maior engajamento coletivo: todos ganham com as citações mútuas. E facilita para o seguidor, que sabe onde encontrar mais informação sobre seu interesse específico.

Interaja de forma natural e gere engajamento

 

Engajamento nas Redes Sociais

As orientações, depois de traçado o perfil e análise dos similares, é gerar conteúdo relevante e de qualidade; interagir de forma coerente e não invasiva. Existem ferramentas que angariam seguidores através de scripts, mas seu uso é altamente desaconselhável, especialmente porque o spam promovido por elas é uma bomba na credibilidade do perfil, além de ser uma base sem qualquer tipo de engajamento – que é o mais importante quando se fala em crescimento nas redes sociais.

É preciso saber que nas redes existem cinco tipos de usuários: os detratores, com alto poder de engajamento, reagem negativamente a qualquer atividade; os indiferentes, que como o nome diz, simplesmente não se importam; os simpatizantes, que interagem quando estimulados; os fãs, que procuram estar sempre em dia com o conteúdo do perfil e interagem sempre que possível; e, por último, os embaixadores, que são aqueles que, além de engajar outras pessoas, contribuem para a disseminação da marca na rede.

Para crescer de forma positiva nas redes sociais, é necessário que você dedique tempo a refazer a opinião dos detratores, engaje os indiferentes, interaja mais com os simpatizantes, consiga elevar os fãs a embaixadores e consolide sua “parceria” com os embaixadores. Não é fácil e não há uma fórmula pronta, é por tentativa e erro, sempre medindo o alcance e estudando as mudanças que ocorrerem.

O engajamento gerado virá de acordo com o perfil estabelecido pela marca. Por isso, é primordial que o perfil criado seja forte e atrativo. Sua apresentação deve ser criativa e chamar a atenção da audiência que se pretende conquistar é uma das peças-chave para criar uma base de seguidores; aquela velha história de que a primeira impressão é a que fica também se aplica a despertar interesse nas redes sociais.

Planejamento estratégico para um bom projeto de marketing digital no Twitter

 
Agora vamos falar especificamente do Twitter. Dentro do início do processo, vale perceber quais são os perfis relevantes dentro da área de atuação/interesse. Não adianta seguir pessoas relevantes em outros nichos de atividade. Se a intenção é engajar, a base de seguidores precisa ser coerente com o perfil proposto. Existem ferramentas que ajudam a localizar perfis relevantes dentro dos nichos, caso o tempo para busca e análise dentro do próprio Twitter seja escasso. Algumas são:

  • Twellow : separa os perfis por categorias de acordo com o cadastro realizado no site;
  • WeFollow: começou como diretório e virou comunidade. Em termos gerais, cataloga os perfis por área de interessa e relevância;
  • Tweepi: ferramenta de consulta sobre perfis. Use antes de seguir, para verificar a atividade do perfil;
  • ManageFlitter: além de gerenciar contas, ainda faz buscas diretas em bios, para selecionar melhor a audiência;
  • Paper.li: um jornal virtual vinculado ao Twitter, que filtra notícias de seus seguidores, grupos ou assuntos de interesse e cria automaticamente jornais diários. Quando eles são publicados, levam os @’s dos principais colaboradores, o que estimula RT’s e interação.

Logo do Twitter

 
Dentro do próprio Twitter existem ferramentas que ajudam na hora de localizar o público-alvo. Existem os recursos de listas e da busca interna, duas ferramentas embutidas no sistema que localizam palavras-chave e permitem a interação através de replies.

Para garantir que as pessoas que chegaram até sua conta permaneçam acompanhando suas postagens, escreva coisas relevantes. E que sejam do interesse de seu público. Programe o Google Alertas ou crie uma pasta de favoritos para estar sempre ciente das últimas novidades. Fotos e vídeos são, comprovadamente, mais efetivos para gerar engajamento, então seu uso é bastante recomendado. Falar com as pessoas, e não para elas, também é uma forma interessante de gerar o engajamento. Prestar atenção no que seu público diz é primordial para iniciar a conversa e criar interação.

Cuidado na hora de agendar tweets: sua audiência pode responder quando você não estiver presente para respondê-la e isso, eventualmente, pode diminuir a possibilidade de haver um engajamento no futuro. As pessoas não gostam de falar sozinhas. Outro ponto que exige atenção é a quantidade de caracteres: seja relevante aos olhos do público-alvo enquanto pratica a concisão. Dessa maneira, seu público pode mencionar a marca e a informação no limitado espaço de 140 caracteres.

Aproveite ao máximo os 140 caracteres

 
Para diminuir o número de caracteres das postagens, existem ferramentas que encurtam links. Os encurtadores são uma mão na roda, já que chegam a economizar mais de 50 caracteres de uma vez só. Existem dois famosos encurtadores que permitem, não apenas reduzir o tamanho da postagem, mas também rastrear a quantidade de cliques que o link recebeu. São eles o bit.ly e o migre.me, ferramentas intuitivas que auxiliam incrivelmente na economia de caracteres.

Resumidamente, os segredos para conseguir o engajamento de sua audiência (e, comprovadamente, o número de seguidores não é importante caso não haja qualquer interação entre marca e consumidor), seriam:

  • Posicione-se claramente como marca. Saiba quem é seu público-alvo e no que ele está interessado;
  • Seja relevante e sucinto nas postagens. As pessoas podem querer retuitar seu conteúdo e precisam de espaço para tal;
  • Converse com o seu público, interaja de forma mais orgânica e menos ensaiada. Desenvolva algum tipo de laço com o consumidor;
  • Utilize a própria ferramenta e outros filtros para descobrir quem é formador de opinião e se aproxima de seu segmento de atuação. Converse com essas pessoas;
  • Monitore sua audiência para saber quem são os influenciadores (positiva e negativamente) e aja de acordo, visando limpar a imagem ou apenas melhorá-la.

 
Não há uma receita exata ou correta para gerar crescimento e engajamento. É preciso ir tentando e adaptando-se às tendências e respostas que vêm do mercado e do público. Mas é fácil entender o mercado quando prestamos atenção a ele. Mais do que monitorar, é preciso compreender o público-alvo.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin
The following two tabs change content below.
Fizzy 360°

Fizzy 360°

Blog oficial da Fizzy 360°, agência de marketing digital e comunicação integrada com sede no Rio de Janeiro, mas que atende clientes de todo o Brasil. Fundada em 2011, temos expertise em gerenciamento de comunicação, integrando ações online e offline.
  • 22 jan, 2013
  • Fizzy 360°
  • 0 Comentários
  • engajamento, Redes Sociais, Twitter,

Compartilhar

Categorias

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *